Caso Odebrecht: Por que voltam a atacar Lula e sua biografia | Lula


O ex-presidente Lula está mais uma vez no centro de intenso bombardeio midiático. Na liderança do ataque, o Jornal Nacional da Rede Globo divulgou 40 minutos de noticiário negativo em apenas 4 edições. Como vem ocorrendo há mais de dois anos, Lula é alvo de acusações frívolas e ilações que, apesar da virulência dos acusadores, não apontam qualquer conduta ilegal ou amparada em provas. Desta vez, no entanto, além de tentar incriminar Lula à força, há um esforço deliberado de reescrever a biografia do maior líder popular da história do Brasil.

Os depoimentos negociados pelos donos e executivos da Odebrecht – em troca da redução de penas pelos crimes que confessaram – estão sendo manipulados para falsificar a história do governo Lula. Insistem em tratar como crime, ou favorecimento, políticas públicas de governo voltadas para o desenvolvimento do país e aprovadas pela população em quatro eleições presidenciais.

São políticas públicas transparentes que beneficiaram o Brasil como um t
http://www.lula.com.br/caso-odebrecht-por-que-voltam-atacar-lula-e-sua-biografia

Anúncios

Yalu: A beira da terceira guerra mundial, por Fábio de Oliveira Ribeiro | GGN


A julgar pelos comentários postados à margem do texto Trump e o Holocausto Nuclear, a esmagadora maioria dos brasileiros não tem uma noção clara do que a ameaça norte-americana representa para a Coreia do Norte. O grande público não só ignora o que ocorreu durante a Guerra da Coreia, como parece ter seu imaginário construído por filmes com Team America: World Police (2004) e A Entrevista (2014). O primeiro foi feito para ridicularizar Kim Jong-il (pai do atual líder norte-coreano), o outro para sacanear Kim Jong-un.

É evidente que os norte-coreanos não fazem a mesma imagem da Guerra da Coreia que nós. Os avós deles sofreram na carne os horrores da guerra. Nós apenas rimos dos filmes norte-americanos que ridicularizam a Coreia do Norte. Os filmes norte-coreanos sobre aquele conflito não chegam ao público brasileiro.

Há informações relevantes sobre a Guerra da Coreia na internet https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_Coreia. Mas ela está muito mais distante dos brasileiros com mai
http://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/yalu-a-beira-da-terceira-guerra-mundial-por-fabio-de-oliveira-ribeiro

Saiba ponto a ponto o que propõe o relatório da reforma trabalhista | GGN


Por Heloisa Cristaldo Da Agência Brasil A reforma trabalhista volta ao centro do debate político na próxima semana, na Câmara dos Deputados. Na terça-feira (18) o substitutivo ao Projeto de Lei (PL) 6.787/2016, apresentado pelo relator, o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), será apreciado pela comissão especial que analisa a matéria.
http://jornalggn.com.br/noticia/saiba-ponto-a-ponto-o-que-propoe-o-relatorio-da-reforma-trabalhista

Em Ouro Preto, Igreja Católica prega contra corruptos e cita presidente como “algoz do povo” | GGN


Pregação de ontem [15/04/2017] em Ouro Preto, na representação da crucificação de Jesus. A Igreja Católica tomou sua posição.

Alguns trechos:

“Assim como mataram a Jesus de Nazaré e o colocaram no meio de dois ladrões, vemos também não somente Jesus crucificado, mas nosso povo brasileiro crucificado.

“Assim como hoje nós vamos refletir sobre a saída de Jesus da cruz (…), nós também vamos refletir para arrancar o povo brasileiro dessa corja de ladrão, dessa corja que continua a crucificá-lo.”

“Assim como teve (sic) os algozes de Jesus, temos os algozes do povo, principalmente na figura de seu presidente, que continua a roubar-lhe os direitos e a crucificar-lhe cada dia mais e mais.”
http://jornalggn.com.br/noticia/em-ouro-preto-igreja-catolica-prega-contra-corruptos-e-cita-presidente-como-algoz-do-povo

Trailer de “Star Wars 8 – Os Últimos Jedi” mantém saudosimo da saga – Correio do Estado


O segundo dia da Star Wars Celebration, maior evento oficial da franquia criada por George Lucas, foi o palco das primeiras informações sobre “Star Wars: Episódio 8 – Os Últimos Jedi”, filme que será lançado em 15/12. Mas a festa em Orlando, Flórida, começou antes para os fãs na fila, na madrugada desta sexta-feira (14): o diretor do novo longa, Rian Johson, fez uma aparição surpresa e distribuiu autógrafos para quem estava dormindo na entrada do centro de convenções.

No saguão reservado para o painel de apresentação do “Episódio 8”, os apetrechos mais comuns eram travesseiros, mochilas e cadeiras retráteis. Famílias puxavam o coro de “Os Últimos Jedi”, pais e filhos se confundiam na ansiedade para ver seus ídolos de perto.
http://www.correiodoestado.com.br/variedades/trailer-de-star-wars-8-os-ultimos-jedi-mantem-saudosimo-da-saga/302097/

Veja quais remédios não devem ser usados em casos de suspeita de dengue


Não à toa, alguns comerciais de remédios são acompanhados por um alerta: ‘este medicamento é contra-indicado em casos de suspeita de dengue’. Isso porque, mesmo sabendo que a automedicação é um dos fatores que podem agravar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, muitas pessoas ainda resistem a procurar um médico ao sinal dos primeiros sintomas.

Os remédios que contêm dipirona, por exemplo, só devem ser utilizados após prescrição médica, pois podem diminuir a pressão ou causar manchas de pele. Segundo o médico e comentarista de saúde Luis Fernando Correia, determinadas substâncias podem ter o efeito contrário do esperado:

– Remédios como alguns anti-gripais e a conhecida aspirina podem afetar a coagulação e aumentar o risco de sangramento em casos com desdobramento hemorrágico. Os anti-inflamatórios também não devem ser utilizados pelo risco de efeitos colaterais, como hemorragia digestiva e reações alérgicas.

Até mesmo medicamentos à base de paracetamol, os mais usados pa
http://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/mosquito/veja-quais-remedios-nao-devem-ser-usados-em-casos-de-suspeita-de-dengue-21209036.html

Odebrecht pediu a Pastor Everaldo para ajudar Aécio em debate de 2014


Um dos delatores da Odebrecht falou sobre uma aposta eleitoral que o grupo fez em 2014.
Num determinado momento da campanha eleitoral de 2014, a Odebrecht avaliou que o candidato Pastor Everaldo, do PSC, teria chances na corrida presidencial.

“Ele veio crescendo nas pesquisas, chegou a ter quatro e meio, quase cinco por cento das intenções de voto e no final nós acabamos pagando algo aproximado de R$ 6 milhões”, diz Fernando Reis.

Tudo mudou com a morte do candidato Eduardo Campos, do PSB

“Com o acidente do avião do ex-governador Eduardo Campos e com a Marina (Silva) vindo a ser candidata, toda a comunidade evangélica migrou do Pastor Everaldo, que ele era o único candidato, para Marina, e ele basicamente desapareceu nas pesquisas”, afirmou o delator.

Como o investimento já havia sido feito, o delator conta que a Odebrecht encontrou uma nova forma de compensar o dinheiro gasto: usar o pastor nos debates que faria na televisão. Fernando Reis contou em sua delação que foi a
http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/04/odebrecht-pediu-pastor-everaldo-para-ajudar-aecio-em-debate-de-201.html

Após encontro com Marcelo Odebrecht, Marina recebeu doação de R$ 1,25 mi – Época NEGÓCIOS | Brasil


A Odebrecht doou oficialmente R$ 1,25 milhão à campanha de Marina Silva (Rede), em 2014, após um encontro da então candidata à presidência com o herdeiro do grupo, Marcelo Odebrecht, em um hotel perto do aeroporto de Guarulhos.

Em acordo de delação premiada, Alexandrino Alencar, ex-diretor de Relações Institucionais da empreiteira, descreveu a reunião como “institucional”. Marina não é investigada na Operação Lava Jato.

“Houve uma conversa de Marcelo com ela, onde foram colocados posicionamentos, valores culturais, não monetários, e estratégias.

A partir daí eu fui encarregado de procurar o senhor Álvaro de Souza e nós doamos essa quantia”, disse o delator. Ele declarou ainda que não houve nenhuma contrapartida para a doação. “O Marcelo não conhecia ela, nem eu. Foi muito mais uma conversa de apresentação.”
http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/04/epoca-negocios-apos-encontro-com-marcelo-odebrecht-marina-recebeu-doacao-de-r-125-mi.html

Diretor da PF mandou delegado buscar grana para o filme


O Conversa Afiada reproduz as principais frases da entrevista coletiva concedida pelos deputados federais Wadih Damous (PT-RJ), Paulo Pimenta (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP) sobre as relações entre a Polícia Federal e o filme sobre a Operação Lava Jato:

Wadih Damous:

– PF é órgão público, do Estado. E essa relação com particulares é promíscua

– PF cedeu equipamentos, pessoal, avião, viatura para essas filmagens

– no direito público, aquilo que não é permitido é proibido

– DG da PF até hoje não nos respondeu!

– não há base legal para que a PF patrocine um filme e – pior – um filme que relata uma investigação em curso, ações judiciais ainda em curso, com a simples finalidade de enaltecer alguns e condenar outros

– influenciar no julgamento e criar convicções no imaginário do público sobre as investigações

– Ari Fontoura declarou que viu as imagens do sequestro do Lula por parte da PF e, embora tenha havido proibição judicial, as filmagens foram feitas e cedidas à
https://www.conversaafiada.com.br/politica/diretor-da-pf-mandou-delegado-buscar-grana-para-o-filme